Ação em defesa da família


10/11/2004

Juan Barandiarán

No Chile cresce a reação da opinião pública contra os programas governamentais que favorecem o aborto e a promiscuidade entre os jovens

 

Aspecto da concentração Pro vida no centro de Santiago

Santiago Acción Família, associação chilena apolítica e extra-partidária, desenvolve uma atividade de aglutinação de famílias que se organizam, a fim de defender-se contra as forças desagregadoras da instituição familiar. Tal iniciativa procura preservar os princípios e tradições cristãs da família chilena, inspirando-se nos ensinamentos do Magistério tradicional da Igreja.

O Sr. Juan Antoni Montes concede entrevista na manifestação de 27 de agosto

Juntamente com diversos grupos anti-abortistas, cujo presidente é o Sr. Juan Antonio Montes, Acción Família organizou no centro de Santiago, no dia 27 de agosto último, uma concentração pró vida. Nessa ocasião, distribuiu um comunicado intitulado: No Chile vai sendo imposta uma mentalidade abortista.

Os diários “La Tercera” e “Ultimas Notícias”, a respeito de tal atuação, publicaram o seguinte comentário: “Representantes de Acción Família destacaram que já se está definindo em nosso país a mentalidade abortista. O Estado começou a distribuir preservativos maciçamente a adolescentes. Essa mesma mentalidade abortista promove a pílula do dia seguinte, porque considera um direito ter relações sexuais livres, sem suas conseqüências naturais”.

O Sr. Georges Martin dirige a palavra ao público na manifestação em Santiago

O Sr. Georges Martin, representante da Associação Francesa Droit de Naître (Pelo direito de nascer), que conta com 60.000 aderentes, Georges Martin (foto ao lado), discursou no ato, acentuando a difícil situação que atravessa a família também na França. Assinalou terem sido realizados 5.500.000 abortos desde a sua aprovação em outubro de 1975: “A França está com falta de jovens. [...] Um país que envelhece é um país que caminha para seu triste desaparecimento. Não quero isso para vocês! Por isso aqui estou, para dizer-lhes: Não caiam nesse abismo de morte, que é o aborto”.

* * *

O Cardeal Jorge Medina enviou mensagem de apoio aos participantes do evento, da qual destacamos os seguintes tópicos:

“Envio-lhes minhas cordiais felicitações e minha adesão sincera a suas iniciativas contra qualquer atentado à vida do ser humano concebido e ainda não nascido.

O Santo Padre, seguindo a tradição ininterrupta da Igreja, tem reiterado sua condenação a toda forma de aborto [...]. A vida humana de um ser inocente é sempre sagrada, e ninguém está autorizado a atentar contra ela. Defender a vida é defender o primeiro e o mais essencial dos direitos humanos.

Um católico deve ter presente o ensinamento constante da Igreja e não pode esquecer que Ela castiga com pena de excomunhão os culpados por um aborto.

Sejam valentes e não temam dizer a verdade, ainda que possa desagradar algumas pessoas”.

Veja:
http://www.catolicismo.com.br/

Topo da Página

 

 

 

 

 

 
Leia Também
50 anos de combate em prol da Santa Igreja
Luiz Nazareno Teixeira de Assumpção Filho
França: 2 milhões de Medalhas Milagrosas
Concerto de trompas de caça
Vitoriosa reação contra a blasfêmia
Lançamento em Bagé (RS):