Avanços e recuos


21/10/2004

Propaganda de D. Helder — A esquerda não esquece seus ícones. Foi rodado um filme para lembrar os cinco anos da morte de D. Helder Câmara, que ficou conhecido como o Arcebispo Vermelho por sua atuação em prol das reivindicações da esquerda, em particular de uma Reforma Agrária de tipo socialista e confiscatório. Denominado D. Helder - Em busca da Profecia, o filme recorda que ele foi integralista e depois passou a defender as idéias da esquerda.

Semelhanças com o Brasil — Propriedades privadas (rurais e urbanas) poderão ser expropriadas, ameaçou o presidente venezuelano Hugo Chávez, após vencer o plebiscito que o manteve no poder. “Podemos aplicar o que se chama de expropriação para uso público”, disse Chávez, que há quatro anos iniciou um amplo programa de Reformas Agrária e Urbana, qualificadas de comunistas pela oposição. Esta informa que terrenos no interior e nas cidades estão sendo invadidos com freqüência, sob o olhar complacente das autoridades. A oposição acusa o governo de Chávez de violar o direito de propriedade, enquanto empurra a Venezuela rumo a um regime comunista ao estilo do de Fidel Castro (Associated Press e AFP).

IBAMA impede investimentos — “Diversos ministros estão literalmente desesperados com a capacidade do pessoal da ministra Marina Silva, do Meio Ambiente, de brecar investimentos. Em alguns Estados, a coisa degringola em conflito político, como no Maranhão, onde o Ibama se dedica a bloquear iniciativas apoiadas [...] pelo governo estadual. E isso parou um grande projeto da Vale do Rio Doce”. A informação é do comentarista econômico Carlos A. Sardenberg.

Combate à pobreza — A força do agronegócio está mudando o perfil do sudoeste paulista, uma das regiões mais pobres do Estado, no passado conhecida como ramal da fome, por causa dos índices de miséria. O dinheiro criado no campo movimenta o comércio urbano e atrai novos investimentos, criando empregos. Com arrecadação maior, as prefeituras investem em obras e serviços que influem nas condições de vida dos moradores. A média do Índice de Desenvolvimento Humano, que mede a qualidade de vida, deu um salto significativo nos últimos anos. O impacto das mudanças no campo repercutiu nas cidades. Há cinco anos, Taquarivaí não passava de um pequeno amontoado de casas, cortado pela única rodovia pavimentada da região. Sem indústrias, apenas algumas serrarias, beneficiou-se da profissionalização das dezenas de fazendas, cujas lavouras começam onde terminam as ruas. “Agora, dá para dizer que é uma cidade”, diz o motorista José Carlos Fernandes (“O Estado de S. Paulo”, 5-9-04).

CIMI derrotado em Roraima — As terras indígenas da reserva Raposa/Serra do Sol, em Roraima, deverão ser demarcadas em área descontínua, apesar da pressão que fazia em sentido contrário o Conselho Indigenista Missionário (CIMI), ligado à CNBB. O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou uma decisão de julho passado derrubando a validade de uma portaria do Ministério da Justiça de 1998, que autorizava a demarcação contínua do território (cfr. “O Globo”, 2-9-04). Foi uma vitória dos índios e dos brancos que, juntamente, lutavam pela manutenção das fazendas e municípios, ameaçados de serem tragados pela reserva, se esta fosse demarcada de modo contínuo.

Topo da Página

 

 

 

 

 

 
Leia Também
O caso da freira assassinada no Pará
Desprestígio do MST
O Brasil e seu agronegócio ameaçados pelo leviatã ecológico
Número de gordos ultrapassa de longe o de magros
Socialismo fracassa entre índios e assentados
Trabalho Escravo Nova arma contra propriedade privada